sábado, 22 de novembro de 2014

Maldição ou padrões doentios herdados - Parte 1

Líder ou Família exemplar onde encontrar?

       Em primeiro lugar quero dizer-lhes, prezados leitores, que resolvi escrever este texto num momento em que a estava tratando uma  família que  passava por uma grande tribulação. A primeira questão que veio  em minha  mente foi: onde teremos referencia de lideres e  famílias para nós nos espelharmos? 

         Em nossos tempos, muitas pessoas têm o que considerarem ser uma boa vida familiar. Muitos anseiam por uma vida familiar melhor. E muitas, muitas outras não tem nenhuma experiência de algum tipo de vida familiar. Mas, um dia deste,  minha esposa e eu  falando em vida familiar, em boa vida familiar surgiu uma outra questão: o que significa família e onde podemos recorrer para descobrir e aprender sobre família e lidera-las? Há vários autores especialistas em família que dão varias sugestões e de pronto lhes respondi. Será que podemos encontrar na Bíblia? Mas minha esposa questionou quais os caminhos iríamos tomar? Nós começamos com aqueles caminhos dos exemplos. Teologicamente respondi, eles são chamados de “Perspectiva Exemplaristas” e seguimos os exemplos bíblicos de família. E iniciamos como livro fonte a palavra de Deus, a “Bíblia”.

Quem está lá para vermos? Me Perguntei! Respondi de imediato: primeiramente começamos pelos nossos primeiros pais, Adão e Eva. Eles começaram com um bom casamento, mas tiveram problemas quando satanás os tentou e eles caíram. Em grande medida, Deus restaurou como família. Como marido e mulher eles tiveram filhos. O filho mais velho matou o seu irmão mais novo e então Adão e Eva teve mais filhos. Não era uma família ideal, marcada que estava pela mancha do homicídio (Gn 3 e 4).

       Depois olhamos para Noé ( Gn 9 e 10). Ele tinha uma mulher e a seguiu e entrou na arca com ele. Eles tiveram três filhos. Cada um tinha uma mulher e também entraram na arca com seus pais, Adão e sua esposa. Noé é citado como um homem justo, que andou com Deus. Disso podemos pressupor que ele tinha uma família e vivia de acordo com a vontade de Deus. Após o dilúvio, lemos que um de seus filhos não foi muito bom, ele desonrou o seu pai quando ele se fez desonrável.

      Podemos olhar agora para Abraão. Sarai foi sua primeira mulher. A Bíblia fala dela como sua única e legitima esposa. Como não podia ter filhos, tomou, a pedido se sua esposa, Hagar como concubina e teve um filho com ela, acreditando assim na semente que Deus prometera, mas ele foi repreendido pelo que fez (Gn 17.1). Deus lhes disse: “Abraão, anda na minha presença e sê perfeito”. Essa admoestação veio depois da triste história de Abraão, Hagar e Ismael. Abraão teve outra mulher. Ela é citada com concubina ( Gn. 25.1-6 e 6; 1 Cr 1.32-33 ).

 Abraão casou-se com outra mulher, chamada Quetura.  Ela lhe deu os seguintes filhos: Zinrã Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá. Jocsã gerou Sabá e Dedã; os descendentes de Dedã foram os assuritas, os letusitas e os leumitas.  Os filhos de Midiã foram Efá, Éfer, Enoque, Abida e Elda. Todos esses foram descendentes de Quetura. Abraão deixou tudo o que tinha para Isaque.
Mas para os filhos de suas concubinas deu presentes; e, ainda em vida, enviou-os para longe de Isaque, para a terra do oriente.
” Gn 25:1-6

 Estes foram os filhos de Abraão com sua concubina Quetura:   Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá. Foram estes os filhos de Jocsã:   Sabá e Dedã. Foram estes os filhos de Midiã: Efá, Éfer, Enoque, Abida e Elda. Todos esses foram   descendentes de Quetura.” 1 Cr 1:32-33

  
           Isso pode significar que ele teve muitos outros filhos, mas nós lemos que ele não os reconheceu como verdadeiros herdeiros ( Gn 25). Abraão deu a eles presentes  e os mandou embora.  Que você acha meu caro leitor, Abraão foi um bom exemplo bíblicos em todos os aspectos? Não, não foi.
         Isaque, o único filho reconhecido de Abraão, teve uma mulher e dois filhos. Ele também não foi um bom exemplo por que ele tinha preferência pelo seu filho primogênito, Esaú. Rebeca sua esposa amava mais a seu filho Jacó, o que provocou inveja e separação da família.  Jacó filho mais novo de Isac, teve duas mulheres e duas concubinas e o resultado disso foi trágico para Jacó. Ele teve muitos problemas com a família. Primeiro, Raquel ficou aborrecida com ele e, depois, havia ciúmes entre os meios irmãos, ao ponto que José, o filho considerado  preferido de Jacó,  por ser filho de Raquel sua esposa. Problemas não? Jacó podia ser considerado um líder exemplo para seus filhos? Vamos para Moisés.

         Moises casou-se com uma mulher, cuja linhagem não era israelita.  Ela estava com ele quando voltou ao Egito e causou um problema. Ela não aceitava que seu filho fosse circuncidado. Mas depois de muita luta cedeu. Maiores detalhes, veja Exodo 4.

       Vamos pular para Eli, o sacerdote, homem que particularmente representava a santidade de Deus (1Sm 1e2). Como é triste a história de seus filhos. Eles eram perversos e a bíblia diz que eles eram filhos de um deus maligno chamado Belial ( 1 Sm 2.12 ). Eles abusaram do privilegio que Deus tinha dado a eles como sacerdotes. Eli, diz a palavra de Deus, não os corrigiu. Esta também não foi uma família modelo. E agora?

        Passamos para Samuel, como foi Samuel? E sua família? Samuel foi dado a Deus depois que sua mãe, Ana, orou pedindo um filho. E ela o chamou de Samuel, que em hebraico, significa “Deus ouviu”. Ele foi treinado para ser um servo de Deus no templo. Samuel não viu um bom exemplo na vida familiar de Eli. Mais tarde , quando Samuel estava  ocupado como profeta, tendo servido  toda a sua vida  como juiz e as vezes como sacerdotes, parece  que ele não  teve tempo suficiente  para educar  e treinar seus filhos apropriadamente . Eles eram maus, tanto que o povo de Israel não os queria para ser seus juízes ou líderes. Será possível que um homem que tinha sido profeta, juiz, e que serviu por varias vezes como sacerdote, estivesse ocupado demais? Para ensinar a seus filhos? Parece que sim. Ele falhou como líder familiar?

     Iremos agora para Davi. Davi, o homem segundo o coração de Deus, foi rei de Israel e governou sabiamente, de forma reta e justa. Era irrepreensível como Rei ( 2 Sm 8.15 ). Mas, ele como líder de sua família foi um fracasso, pois teve vários problemas familiares. 1Sm 3:2-5

Ele não ficou com a sua primeira mulher Mical (2Sm 6.21-23). Depois se casou com uma viúva de quem teve alguns filhos. A palavra de Deus ainda diz que teve outras esposas.

       Sobre seus filhos, lemos que os meio-imãos odiavam uns aos outros. Seu filho mais velho Absalão tentou destronar seu pai. Houve incesto na família Amon deitou com sua meia-irmã.  Que confusão nessa família!

       O fato de que esses seis filhos nasceram, respectivamente, de uma mãe diferente, nos informa, indiretamente, que Davi se casou com mais quatro esposas (v. 2.2) durante sua permanência em Hebrom. O escritor não faz nenhuma crítica direta dessa prática polígama (v. 5.13), que está em conflito com Dt 17.17, mas deixa os resultados desastrosos na vida familiar de Davi falar por si mesmos (v. caps. 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19; 1Rs 1, 2). Amnom. Posteriormente, violentou sua irmã Tamar e foi morto por seu irmão Absalão (v. cap. 13). Ainoã, de Jezreel. V. nota em 1Sm 25.43.
A Família de Davi serve de modelo? E como líder na sua casa?

       Quando vamos aos profetas menores Isaias, Ezequiel, Jeremias, Daniel, Habacuque, Malaquais, Miquéias e Oseias, lemos que pouco se fala de seu comportamento como líder e suas famílias. Sobre  Isaías lemos que ele tinha uma esposa, uma profetisa, com que teve um filho( Is 8.1). Lemos sobre Oséias e vemos o seu triste caso, pois ele casou-se com uma mulher de caráter muito duvidoso, de uma família de devassos. As escrituras dizem que ela deve ter sido prostituta antes de casar com Oséias, mas ele a tomou como esposa para servir de exemplo  de como Israel era infiel como noiva de Deus. Ele teve um filho com ela, depois ela teve filho que não era dele. É esta uma família modelo para os dias de hoje?  Agora passamos a  Esdras.

      Esdras mandou os homens se livrarem das mulheres estrangeiras. Elas, sem duvidas, não teriam sido desprezadas se tivessem, como Raabe e Rute, se tornado mulheres fiéis dentro da aliança. Mas tiveram de ser posta de lado porque traziam infidelidade para dentro da comunidade. Então, nos tempos de Esdras, temos um conceito do que Deus desejaria; de fato Deus deixou isso claro quando estabeleceu , em Deuteronômio 7, que os filhos da Aliança não deveriam se casar  com mulheres de origem  e estilo de vida pagãos.

      Na era neotestamentária tem alguns modelos a seguir? A primeira família que passaremos a descrever é a de José. Certamente este deve ter sido um casamento louvável. A palavra de Deus diz que depois de Jesus, Maria teve outros filhos. Não a evidencias que Maria tenha casado uma segunda vez.  Paulo não se tem certeza, só se sabe que ele era membro do Sinédrio e para ser membro era necessário ser casado. Já Pedro era casado à bíblia dá evidencias disto (Lc 4:38-44). Chegando a 1Timóteo, Paulo nos ensina que os anciões   ( presbíteros)  devem ser maridos de uma só mulher para que sejam respeitados.
         O que observamos até aqui na Bíblia sobre o modelo de família? Nos olhamos para alguns exemplos  e eles não nos deram um padrão muito consistente de família. Existem algumas famílias boas e outras não tão boas. E ai? Será que mudaremos as nossas perspectivas? Se olharmos a Bíblia só como uma grande história, talvez sim. Se olharmos como com a “perspectiva exemplaristas”, acredito que também, pois estamos aprendendo o seu estilo de vida.

E neste sentido como sabemos o que é uma família modelo e o que não é? Sobre qual critério podemos julgar cada história lida? É muito difícil dizer a família de Isaac é boa  ou a de Davi não é boa, quando não se tem padrão especifico ou regras ou guia prescritos. É impossível avaliar quando não existem princípios específicos. E a falta desses critérios e princípios a avaliação pode se tornar relativa. Uma pessoa pode dizer “eu prefiro a de Abraão” a outra pode dizer “eu a de Jacó”, e outra pode dizer eu acho todas são exemplares. Mas uma outra pergunta pode surgir. Temos que enxergar muito alem do que a bíblia quer nos ensinar com os exemplos? Ou o que é realmente a Bíblia se Ela nos não for o nosso manual de vida?

A essa pergunta alguns estudiosos pode dizer o Antigo testamento é um registro de Israel  como nação e o Novo Testamente é o registro do inicio da Igreja pelas pessoas que creram. Outros, porém poderiam dizer que a Bíblia é o registro da religião Judaica. Mas, o que na verdade a bíblia nos conta?
        A Bíblia nos dá a revelação de Deus como ele veio a nós no curso da história. Esta revelação está sempre se desdobrando, sempre progredido, sempre na parte crucial da vida, sempre guiando, dirigindo, sustentando, corrigindo, disciplinando, ensinando e avisando as pessoas. A Bíblia é o registro da revelação de Deus, é a palavra de Deus escrita. Ela nos revela como Deus lidou com Israel, como ele deu Cristo e a obra de Cristo na Terra. A Bíblia é também  o registro da revelação que nos informa qual era o plano de Deus, quais eram os alvos de Deus e o que Deus prescreve para família.

      As escrituras são atemporais, não é limitada ao tempo, a sua mensagem se faz significativa até hoje e fará amanhã.

Em suma, sobre a família e liderança, a bíblia é a nossa fonte de informações sobre o que a elas são e o que deveriam ser.
    
      Deus em todos os casos usou as famílias para mostrar a presença de um redentor no coração de cada pessoa envolvida. De adão e Eva nasceu a semente.